A Imprensa Golpista Yankee

Take it easy, yankees!


Think Again: American Decline– This time it’s for real 

BY GIDEON RACHMAN  -Revista Foreign Policy (EUA-jan/fev):

“Ouvimos tudo sobre este declínio americano antes.


Desta vez é diferente. É certamente verdade que a Américaatravessou ciclos de declínios  no passado. Em discurso durante a campanha para a presidência em 1960, John F. Kennedy se queixou de que “a força americana em relação à União Soviética foi escorregando, e o comunismo vem avançando constantemente em todas as áreas do mundo. 
O livro de Ezra VogelJapan as number one”, publicado em 1979, anunciava uma década de constante aumento da paranóia sobre as técnicas japonesas de fabricação e suas políticas comerciais.

No final, é claro, as ameaças soviéticas e japonesas para a supremacia americana se revelaram quimeras. Assim, os americanos podem ser perdoados na hipotese de tomarem o novo desafio da China como apenas mais uma história de Pedro e o lobo, um alarme falso. Mas um fato freqüentemente esquecido sobre essa fábula é que o menino acabou por estar certo. O lobo chegou, e a China é o lobo.

O desafio da China para os Estados Unidos é mais grave, tanto por razões econômicas como demográficas. A União Soviética entrou em colapso porque seu sistem
a econômico foi altamente ineficiente, uma falha fatal que ficou disfarçada durante longo tempo, já que a URSS nunca tentou competir nos mercados mundiais. A China, pelo contrário, provou sua aptidão econômica no cenário mundial. Sua economia vem crescendo de 9 para 10 por cento ao ano, em média, por cerca de três décadas. É hoje o maior exportador do mundo e o maior fabricante, e ela está sentada sobre mais de US $ 2,5 trilhões de reservas estrangeiras. Os produtos chineses competem em todo o mundo. Não se trata de um caso perdido da economia ao estilo soviético.


Exército de terracota










O Japão, é claro, também teve muitos anos de crescimento econômico rápido e ainda é uma potência na exportação. Mas ele nunca foi um candidato plausível a ser No. 1. A população japonesa é menor que a metade dos Estados Unidos, o que significa que a pessoa japonesa média teria que ser mais que o dobro  mais rica que o americano médio para que a economia do Japão superasse a da América. Isso nunca iria acontecer. Em contrapartida, a população da China é mais do que quatro vezes a dos Estados Unidos. A famosa projeção pelo banco de investimentos Goldman Sachs de que a economia da China será maior do que a dos Estados Unidos em 2027 foi feita antes da crise econômica de 2008. No ritmo atual, a China poderia ser No. 1 bem antes disso.
O poder econômico da China já está permitindo a Pequim desafiar a influência americana em todo o mundo. Os chineses são os parceiros preferenciais de muitos governos africanos e o maior parceiro comercial de outras potências emergentes, como Brasil e África do Sul. A China também está aumentando seus esforços para comprar os títulos de membros falidos da zona do euro, como Grécia e Portugal.
 

E a China é apenas a parte maior de uma grande história sobre a ascensão de novos atores econômicos e políticos. Tradicionais aliados dos EUA na Europa, Grã-Bretanha, França, Itália, mesmo a Alemanha,  estão escorregando nas fileiras econômicas. Novos poderes estão em ascensão: Brasil, Índia e Turquia. Cada um deles tem suas próprias preferências de política externa, que coletivamente constrangem a capacidade americana de moldar o mundo. Pensem em como a Índia e o Brasil se posicionam ao lado da China nas negociações sobre mudanças climáticas globais. Ou nos votos por parte da Turquia e do Brasil contra os Estados Unidos na Organização das Nações Unidas sobre sanções contra o Irã. Isso é só um gostinho do que está por vir.
Fonte: Foreign Policy (06/2011)

About superneandertal

Irmão mais velho do neandertal, mais novo do homo-sensibilis.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s